Profissional muito procurada por jovens, a nutricionista Carolina Campos observa que boa parte dos adolescentes demonstra estar insatisfeita com o corpo. Segundo ela, entre 12 e 18 anos tende-se a dar maior importância à aceitação do grupo. Ela explica que os limites por busca da beleza, por exemplo, devem ser estabelecidos com a ajuda da família e que o biotipo do jovem precisa ser entendido e levado em conta. Em relação a cuidados com a alimentação, ela ressalta que há uma difícil missão diante de alimentos processados e fast foods. “É importante que o jovem entenda que é necessário uma reeducação alimentar e que a mudança de hábitos é um processo que leva tempo.”