Quando fiquei sabendo da morte da professora Moema, em seguida à de minha tia Luizinha, além da tristeza, vieram-me lembranças da Rua 20, onde ambas moraram, assim como meus avós e eu mesma, até os 5 anos de idade. Vão-se mais pessoas que viviam e ainda vivem em minha memória mais remota.

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários