O surubão de Noronha bacteriano que habita em você no pós-balada

"O travesseiro me implora: não deixe elas se aproximarem de mim, as penas de ganso da minha mãe morreram do mesmo jeito”

Chegar em casa de festa é sempre um dilema. Você está sujo, suado, fedendo…

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários