"As rimas de homenagem a Chaplin vão se entranhando dentro da realidade social e política brasileira daquela época”

Semana retrasada, a Covid-19 matou o poeta e sambista carioca Aldir Blanc. Até aí, nada de extraordinário. A doença mata um pobre homem de 70…

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários