Desde quarta, quando foi divulgada a foto do donut flamejante de massa equivalente a 6,5 bilhões de sóis, situado a 55 milhões de anos-luz, não paro de ler sobre buracos negros. Sinto-me como se assistisse a um filme do David Lynch: o cérebro não compreende tudo, mas os…

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários