Jason, o cidadão de bem

"Aos poucos, Jason perdeu tudo. Até a pose, até a teimosia. E surtou”

Jason era um homem como tantos outros que encontramos todos os dias por aí. Pagava seus impostos (quer dizer, sonegava alguns deles), dava bom dia aos vizinhos,…

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários