De amor

"A cidade vem sempre mudando. Gente dentro das casas, dos prédios, dentro de si mesmas. Não saberia dizer se ainda sonha igual”

Se ele estivesse subindo a escada e de repente ela aparecesse, como era antes. Se o passo apressado cessasse e eles…

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários