Ciência da ignorância

O pai já era maduro quando a menina ainda era uma criança. A admiração de filha fazia com que ele às vezes parecesse um poço de sabedoria. Apaixonado por poesia, filosofia e literatura, o homem maduro soltava ao vento, enquanto levava a filha para a escola, citações como “Só sei que nada sei”. Aquilo espantava a…

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários