"A gente chegava, abria o portão, que dava uma rangida alta, e entrávamos pela sala, normalmente já cheia de tios e primos”

Semana passada escrevi sobre minha vó materna e me dei conta de que a comida está sempre no centro das recordações com ela.

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários