Gênero e sexualidade em pauta na produção audiovisual

A 2° edição do Seja - Gênero e Sexualidade no Audiovisual, começa nesta quarta-feira, às 10 horas, no Câmpus Goiânia Laranjeiras da Universidade Estadual de Goiás (UEG). A programação, que segue até sexta-feira, traz conferências, mesas-redondas, oficinas, minicursos, comunicações orais, mostra audiovisual e debates. Em complemento, haverá a mostra audiovisual, que será realizada na Vila Cultural Cora Coralina todos os dias dos eventos, com sessões à partir das 14 horas e às 19 horas, com curtas de diretores de diversas regiões do País. O longa São Paulo em Hi-fi , do diretor Lufe Stefen abre a mostra, que conta ainda com produções de estudantes e egressos do curso de cinema e audiovisual da UEG, selecionadas e exibidas em festivais e mostras. O projeto configura-se como evento científico e cultural que busca fortalecer, no meio acadêmico, um espaço de discussão para questões de gênero, raça e sexualidade, usando o audiovisual como ferramenta. A entrada é franca e os participantes que desejarem certificado online é cobrada taxa de R$ 20. Rua Alfredo de Castro, n° 9.175, Parque das Laranjeiras.

Exposição

Alunos da UFG abrem mostra na Faculdade de Artes Visuais

Formandos no curso de Bacharelado em Artes Visuais realizam a exposição Coexistência,

nesta quarta-feira, a partir das 10 horas, na Galeria da Faculdade Artes Visuais (FAV) da UFG. As obras são uma metáfora do exílio de si mesmo e que permite cada espectador dar um sentido aquilo que vê. Os trabalhos podem ser conferidos até dia 30 de novembro. A visitação poderá ser feita de segunda a sexta-feira, das 14 às 18 horas. Entrada gratuita. A Galeria da Fav está localizada no prédio da Escola de Música, no Câmpus 2, Samambaia.

Noite

Show com jazz, soul e bossa nova com Moka Nascimento

O baterista, compositor e arranjador Moka Nascimento apresenta nesta quarta-feira, às 22 horas, no Complexo Estúdio Music & Pub o show Intuição Total, homônimo ao CD autoral. No show, serão executados as músicas do Jazz de Mile Davis, Winton Marsallis, Eliane Elias, Bill Evans, Azymuti, Hermeto Pascoal, Oscar Peterson, dentre sucessos da Bossa Nova, Soul e músicas dos premiados CD de Moka. O álbum concorre ao prêmio de melhor disco instrumental de 2017. Moka é reconhecido como um dos principais precursores da música instrumental, praticada no estado de Goiás e é acompanhado por uma banda composta pelos instrumentistas Frydinho Borges na guitarra e backing vocal, Moisés Feitosa no baixo, Willian Andrade no piano, com as participações especiais de Manassés Aragão no trompete), André Food no trombone de vara e Matheus Guerra na guitarra. Ingressos: R$ 10. Rua 7, n° 475, Centro