A história da vilaboense Mariana de Lima se confunde, em parte, com a trajetória da efervescência audiovisual da cidade de Goiás. Em 1999, ano em que nasceu, tinha início o Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica). Imersa em mostras dentro do Cineteatro São Joaquim, a jovem tomou gosto por cinema e hoje vê seu primeiro filme, De Pássaros à Infância: M...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários