Com uma câmera na mão, meia dúzia de ideias na cabeça e quase nenhum dinheiro, Aron Feldman conseguiu um façanha em 1972. Seu primeiro longa, O Mundo de Anônimo Jr., foi tolhido pela ditadura militar em duas instâncias. Primeiro, o departamento de censura determinou o corte de duas cenas. Até aí, vá lá, a produção de Feldman ainda poderia chegar às salas de...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários