A vida de Carla Rezende, 28 anos, ficou de pernas para o ar quando, depois dos 3 minutos mais longos da sua vida, o visor do teste de gravidez foi ocupado por um sinal positivo. Hoje, quase dois anos depois e com Helena nos braços, a estudante que decidiu assumir a criação da filha sozinha, após ouvir o ficante sugerir que ela fizesse um aborto, em nada se parece com ...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários