Até o ano passado, antes da pequena Isadora Venâncio, 5 anos, colocar os pés e a consciência, pela primeira vez, na escola, ela ainda acreditava que na Páscoa as pessoas trocavam presentes e não comida. Já era uma espécie de ritual que na data a mãe, Isabel Venâncio, 32 anos, chegasse em casa com um ovo de plástico decorado e que guardava um pequeno brinquedo....

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários