Luiz Gonzaga viajava pelo Rio de Janeiro, acompanhado do filho Gonzaguinha e de um músico anão que apelidou de Salário Mínimo, quando teve um acidente de carro. Achou que morreria. Fazer o quê? “Neste momento horrivel da minha vida, fiz quase em pensamento uma oração. Todos vão dizer que uma prece leva tempo. Conversa. A gente reza muito em frações de segundo”...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários