Antes mesmo da pandemia, a cantora goiana e biomédica Thaty Dourado, 26, percebeu que o mercado sertanejo para quem estava em início de carreira começava a passar por um momento de instabilidade com o fechamento de casas noturnas do gênero. A jovem conta que em 2017, depois de formada, decidiu viver apenas da música e tinha agenda lotada na semana para tocar em boates e...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários