Em 1990, Fernanda Abreu despontou com seu primeiro disco solo SLA Radical Dance Disco Club e, em entrevista, cravou que a onda da vez era “ser negão”. Passadas três décadas, a carioca olha para sua trajetória e garante que, agora, a onda é “ser bundão”.Embora alguns colegas não vejam a música moderna com bons olhos, direcionando suas críticas ao funk, que cham...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários