“Com o isolamento social, muitas pessoas estão carentes por companhia. Mas nem sempre essa carência implica disposição em dar amor e cuidados ao animal, especialmente considerando a situação financeira delicada da maioria das famílias neste momento”, explica o engenheiro de produção Gabriel Ramos Marra, 31 anos. Ele é voluntário do Abrigo dos Animais Refugados há nove mese...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários