Coleções, almanaques, livros técnicos e dezenas de títulos literários raros da biblioteca pessoal da arquiteta Belmira Finageiv agora compõem o acervo bibliográfico do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). As obras foram doadas pela família da profissional, que morreu em 2011, aos 85 anos, e passam por um processo de higienização para serem d...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários