Na estante do DJ Glauco Brandão um tesouro guardado há décadas ainda faz a cabeça – e ouvidos – dos amantes da música analógica. São mais de 3 mil LPs de gêneros e formatos distintos que o profissional escolhe a dedo quando sai para discotecagens na noite de Goiânia. “Nos últimos três anos tenho tocado mais em vinil do que no CD e MP3. Acredito que isso se deve pela ...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários