“Quando abria e fechava a boca sentia um estalo forte, além de um formigamento em parte do rosto e uma produção excessiva de saliva. Os incômodos, que me acompanharam durante quatro meses, me fizeram procurar ajuda”, lembra Maria Claret. O socorro veio do dentista Mateus Luis Simões que a diagnosticou com a chamada mordida alta – quando os dentes se tocam antes do mome...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários