Em casa, é comum o hábito de sentar de qualquer jeito num canto do sofá, ou mesmo deitar na cama ou permanecer desajeitado na cadeira. Provavelmente você esteja, inclusive, em uma dessas situações lendo essa matéria. E quase como uma premonição, saberemos o que acontece em seguida: uma bela dor nas costas!

 Mas saiba que você não está sozinho. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), há uma estimativa de que sete em cada 10 pessoas vão sentir algum tipo de dor nas costas ao longo da vida. De acordo com publicação da revista científica The Lancet, de 2018, a lombalgia é o principal fator incapacitante em todo o mundo, afetando aproximadamente 540 milhões de pessoas.

Com a pandemia da Covid-19 e a necessidade de isolamento social, aumentou o número de pessoas que estão trabalhando em casa, mas nem todos têm um escritório montado e acabam adaptando mesas de jantar e sofás, de acordo com a necessidade. No entanto, as consequências vêm depois, como alerta o fisioterapeuta Kaio Vinicius Lima: “no início a posição pode até parecer confortável, mas em pouco tempo as dores começam a aparecer e se nada for feito, pode se tornar crônica”.

Postura ideal

O fisioterapeuta explica a importância da cadeira adequada para evitar as dores nas costas. “O móvel ideal é aquele que acompanhe a curvatura fisiológica da coluna e que tenha encosto para os braços, promovendo assim menos irritação dos músculos e ligamentos durante o dia a dia”, diz o especialista que acrescenta a necessidade dos cuidados também com relação às mesas, que é mantê-la em uma altura em que os braços fiquem confortáveis, evitando qualquer tipo de sobrecarga em ombros e braços.

Mesmo com cadeira e mesa adequadas, o fisioterapeuta lembra que movimentar-se é fundamental. “O ideal é se levantar a cada uma hora de trabalho, se hidratar bem, realizar ações que auxiliam no alívio das tensões causadas por posturas mantidas por muito tempo. O movimento é a cura para inúmeras desordens e a prevenção está como fator principal para reduzir problemas derivados do trabalho. Se exercite, coma e durma bem, só assim terá uma vida saudável e livre de dores”, ressalta.

A estimativa é de que a causa de mais de 80% das dores em membros como, ombros, cotovelos, punhos, joelhos quadril e tornozelos está na própria coluna. Portanto, o ideal sempre será a prevenção.

Para quem já sente o “peso” de trabalhar em casa, o especialista lista algumas dicas para aliviar ou prevenir as lombalgias:

 - Levante a cada hora de trabalho;

- Caminhe, mesmo que sejam alguns passos;

- Alongue-se regularmente, esticando bem os braços para os dois lados, ainda sentado;

- Movimente a cabeça para a direita e esquerda e depois em movimentos circulares;

- Em pé, com as pernas esticadas coloque as mãos na região da coluna e faça movimentos para trás;

- Procure sentar de forma que se sinta confortável;

- Ao final do dia, realize movimentos que promovam relaxamento de toda a coluna;

- Meditação e exercícios respiratórios são de extrema eficácia para dor nas costas;

- Nunca se automedique. E se a dor persistir, procure ajuda profissional.