Uma pandemia que já dura quase metade de um ano e uma infinidade de mudanças psicológicas, emocionais e claro, de rotina. No meio de um turbilhão de sentimentos e privações, a forma de lidar com a alimentação e com a atividade física tem sido um desafio a mais. Para muitos, a dificuldade de viver dentro de uma dieta e a briga eterna com a balança pode levar à frustração e ao consumo ainda mais desequilibrado. Mas, você já ouviu falar em emagrecimento gentil?

A proposta é de um emagrecimento que envolve afeto, mas que traz resultados efetivos. Além de uma nutricionista, o acompanhamento também é feito com uma psicóloga especialista em transtornos alimentares. Nada de mágica ou dietas extremas, o objetivo é permitir que as pessoas possam cuidar do corpo com mais carinho sem deixar que a ansiedade seja descontada na comida em excesso.

Pensando em uma forma de auxiliar pacientes durante a pandemia, a nutricionista Pollyane Reis se juntou com a psicóloga Taís Dantas e começam, nesta semana, um projeto on-line. Durante 60 dias, as duas irão acompanhar, pelo whatsaap, pacientes que toparam o desafio de um emagrecimento gentil. Para participar, é preciso apenas ter mais de 14 anos, e em caso de adolescentes, ter a autorização de um responsável.

“Estamos passando por um período muito complicado e o trabalho em home office, por exemplo, pode acabar sendo um gatilho para uma alimentação ainda mais desregrada. Mas estar em casa também pode ser uma forma de comer melhor. Não vamos trabalhar com dietas, mas com comportamento e queremos ajudar em mudanças progressivas, entendendo qual o tipo de fome de cada pessoa e também no controle da ansiedade. Ensinar novas receitas, por exemplo, pode ser uma forma de ajudar as pessoas a reaprenderem”, completa Pollyane.

A nutricionista defende que a relação com a comida precisa ser prazerosa e que a cuidar da alimentação precisa ser um reflexo de autocuidado, não de punição. “Acredito que o mais importante é entender que alimentação está relacionada com saúde e não apenas com padrões estéticos. Quando criamos este projeto, nossa meta clara era ensinar novas formas de lidar com a comida e não apenas com a balança”, explica a profissional.

Além do grupo diário de whatsapp, cada participante terá um encontro semanal on-line com a nutricionista e um encontro com a psicóloga a cada 20 dias. “Ao final do projeto, estabeleceremos um plano alimentar para que cada pessoa possa manter o que conquistou ao longo dos 60 dias”, finaliza Pollyane.  Os interessados em participar podem fazer a inscrição diretamente pelo instagram da nutricionista: @pollycrr.