A vontade de tornar a casa um ambiente confortável e com personalidade é o desejo de qualquer morador. Quando isso é possível por intermédio de soluções simples e acessíveis, melhor ainda. Os papéis de parede conseguem cumprir a função de transformar os cômodos com sucesso, com uma imensa variedade de modelos disponíveis.

Com diversas opções de cores, materiais, texturas ou estampas, como desenhos geométricos, abstratos, clássicos, listrados e até reproduzindo animal-print, materiais naturais, paisagens ou estéticas da natureza, como flores e folhagens: o céu é o limite para o material. Para auxiliar na escolha do papel de parede ideal para o objetivo de cada um, algumas dicas podem ser valiosas.

Vantagens

Para a arquiteta Paula Passos, a principal vantagem do papel de parede é proporcionar o uso em todas as áreas de um imóvel, apenas se atentando à escolha do modelo correto para cada ambiente. “Em áreas úmidas, como paredes de banheiro, com exceção da área do box, indicamos sempre utilizar o papel produzido com TNT ou vinílico, para não danificar no contato constante com o vapor”, explica.

Além das questões estéticas, o papel de parede pode atrair aqueles que buscam alternativas pela praticidade e rapidez para a instalação. Diferentemente dos revestimentos cerâmicos e porcelanatos, a aplicação do material não implica a realização de uma grande obra. “É um revestimento que proporciona mudanças com agilidade, oferece uma perfeita equação custo-benefício e, em alguns casos, ainda colaboram nas questões termoacústicas. Sem contar que, se o morador enjoar, a decisão por substituir o papel de parede pode ser feita com muita facilidade”, comenta Paula.

Para os demais cômodos internos que não sofrem com a ação da umidade, a restrição fica apenas sobre o estilo a ser aplicado conforme o projeto e a preferência do morador. “O mercado nos proporciona uma diversidade muito primorosa de papéis de paredes, como os flocados, aqueles produzidos com tecidos, os revestidos com palha e muitas outras possibilidades de texturas e acabamentos”, acrescenta a arquiteta Danielle Dantas.

Metragem

A quantidade de papel de parede que será utilizado pode mudar de acordo com a variação das estampas e desenhos presentes, já que é preciso observar as emendas durante a aplicação. Mas, em linhas gerais, o cálculo é feito por meio das medidas de largura e altura da superfície.

A conta final considera não apenas a metragem quadrada, mas também a largura e a altura da parede. “Cada rolo tem largura e comprimento distintos e, por isso, não podemos nos descuidar desses detalhes. Caso contrário, é bem provável que possa faltar material”, diz Danielle.

Decoração

A arquiteta avalia que o melhor momento para escolher o papel de parede é durante o planejamento da decoração, já que o estilo do material será importante para determinar a composição do ambiente. Com o olhar apurado, estampas são opções muito utilizadas em aplicação em lavabos, hall social ou na hora de eleger uma parede específica na sala de estar ou de jantar, por exemplo.

Para a decoração de quartos de crianças, o papel de parede contribui com a paleta de cores e tem versões mais lúdicas e divertidas, com o desenho de personagens. “Em quartos de bebês, o material contribui de uma forma muito delicada para trazer a essência pueril que as mamães esperam para receber com tranquilidade o crescimento dos seus pequenos”, destaca Danielle. Em um dormitório adulto, o papel de parede pode protagonizar com a sua presença na cabeceira da cama e, ao mesmo tempo, contribuir com as sensações de aconchego e acolhimento.

Instalação

Para uma instalação perfeita, a parede que vai receber o material deve estar em condições adequadas. De maneira geral, a parede deve ser lisa, sem buracos, descascados, ondulações e texturas, além de ter recebido um fundo de tinta branca para funcionar como uma espécie de base neutra.

O arquiteto Bernardo Tressino pede atenção quando o morador se arrisca na instalação caseira. “Alguns modelos exigem mais prática, principalmente nas emendas entre as faixas, para dar continuidade perfeita ao desenho. No caso de erros de instalação, há o risco de o resultado final não ficar tão bonito”, ressalta Bernardo. Na dúvida, chame um profissional especializado.

O arquiteto também alerta para possíveis problemas com umidade no cômodo escolhido, que devem ser solucionados com o uso de impermeabilizantes antes do início da instalação. Isso evitará que o papel de parede seja danificado depois de aplicado.