Produzir um editorial de moda no exterior é um desafio e tanto para qualquer revista, levando em consideração os deslocamentos, locações, custos operacionais e adaptações aos controles locais dos espaços para a execução do trabalho. Mas, sem medo de desafios, Ludovica topou a ideia. Quem assumiu o projeto foi João Augusto nosso diretor de fotografia e profissional renomado no mundo da moda. Ele viu em Palm Springs, na Califórnia, o cenário perfeito para um editorial de verão. Próxima a Los Angeles, a cidade foi construída no meio do deserto e hoje é refúgio de celebridades hollywoodianas pelas cores do céu aberto e do mar.

Saindo de Goiânia, João Augusto, o maquiador João Pedro e a produtora executiva, Lidi Santos, estavam prontos para cinco dias de muito trabalho. Já em Los Angeles, montaram o backstage de apoio, com o reforço de outra equipe assistente. “Quando vou fotografar, levo o mínimo possível de equipamentos. E sempre deixo para locar na cidade de destino itens como tripé e flashes,” conta o fotógrafo. A modelo do editorial, Hettielly Back, também é brasileira, mas vive em Los Angeles, onde abriu a Semana de Moda, em 2015.

Pré-produzir, produzir e fotografar

Os dois primeiros dias são de pesquisa e exploração visual do local. Conhecendo ruas, pontos turísticos e carros antigos para aluguel, a ideia era dedicar-se a escolher os melhores cenários. “Eu já conhecia o lugar de passagem e acreditava que o clima quente traria tudo de que precisávamos para um editorial com looks leves e marcantes. A cidade envolve muito glamour”, diz João. 

Ele destaca que, apesar do planejamento, tudo é feito num ritmo muito acelerado. “Nossa rotina, na verdade, é não ter rotina. É tudo muito rápido. São dois dias de pré-produção, outro só de produção e os últimos dois dias para fotografar. Mas é uma experiência muito enriquecedora”, admite o fotógrafo. 

Estúdio x Externo

Diferente do estúdio, os cenários externos trazem a qualquer equipe desafios imprevisíveis. A variação do clima e da estrutura básica, como trocador de roupas, alimentação ou banheiros fazem da arte de fotografar uma atividade cheia de ‘planos B’. “Já lidei com o imprevisto de ter a mala extraviada e fotografar com uma quantidade reduzida de equipamentos. Mesmo assim, vale muito a pena. Sonho em fazer um editorial no interior da floresta amazônica”, brinca João que já produziu material em Londres, Peru, em Ibiza, na Espanha, além de vários locais no Brasil.

Arte e Marketing

Os editoriais de moda apresentam tendências ao consumidor e atendem a objetivos mercadológicos das marcas. “Poder associar a fotografia ao raciocínio de mercado faz toda a diferença. O que eu estou fotografando? Para quem? Qual o resultado esperado? São perguntas que todo fotógrafo deveria fazer durante a produção”, explica o profissional que, além de formado em Artes Visuais (UFG), tem MBA em Marketing. Neste editorial em Palm Springs, o projeto contou com a parceria da Salt (Goiás) e Nova Stampa (Minas Gerais).

Clique aqui para ver o editorial