Na década de 1960, a atriz brasileira Leila Diniz deixou muita gente escandalizada por posar grávida de biquíni. Naquela época, as mulheres costumavam disfarçar ou esconder a barriga, sempre apelando para batas e vestidos soltinhos. Hoje, não só é comum vermos grávidas com as mais variadas roupas de banho, como também com peças que exaltam a gestação.

Na gravidez o corpo da mulher passa por diversas transformações, exigindo adaptação do guarda-roupa. Mas, atualmente, nenhuma mulher grávida precisa abrir mão de tendências, do próprio estilo ou mesmo do conforto. Um exemplo disso é a influenciadora goiana Raíza Marinari, que está no sexto mês de gravidez. “Posso afirmar que é possível, sim, se vestir bem mesmo estando grávida. No entanto, claro, o principal é prezar pelo conforto”, diz.

Para Raiza, que encara a primeira gestação, a experiência mostrou que, até certa fase, é bem possível adaptar os looks que já estão no armário às mudanças do corpo. “Além disso, é fácil encontrar extensores de várias marcas e valores. Eles são usados para adaptar o cós de peças, como as calças jeans, por exemplo, e dão mais conforto. Mas é fato que chega uma fase em que realmente precisamos investir em roupas para gestantes.”

Dicas da influencer

Segundo Raíza, a barriga pode e deve ficar em destaque. “Tenho apostado em um bom jeans skinny com elástico no cós, que se adapta à barriga. A peça deixa a perna fininha e, por isso, na parte de cima é legal usar uma blusa mais justinha para marcar a barriga.” Abusar da terceira peça é uma boa opção. “Elas são essenciais e estilosas. Quando são abertas, trazem conforto e criam uma linha vertical, que deixa a pessoa mais alongada. Blazers, jaquetas e cardigãs são alguns exemplos”, destaca a influenciadora.

Da gestação ao aleitamento, segundo ela, “é legal apostar em sutiãs sem aros e próprios para a amamentação ainda durante a gravidez. Os seios crescem muito nessa fase e, comprando durante a gestação, a mulher investe uma só vez. Assim, quando der à luz, continua usando o sutiã”.

Já para os pés, a dica é apostar em saltos em formato bloco. “Eles estão super em alta agora. São uma tendência fashion mesmo para as não grávidas. Você pode investir para continuar estilosa e ainda confortável durante a gravidez.”

Sucesso nas passarelas

Cada vez mais, a representatividade é uma demanda da consumidora moderna. Por isso, nas passarelas e campanhas de publicidade, as marcas têm procurado investir não só em peças, mas também em modelos diversificados, para as mulheres se sentirem representadas na comunicação das empresas. Assim, além de modelos curvy e plus size, essa inclusão tem abraçado também as grávidas.

Em setembro do ano passado, o desfile da Savage x Fenty foi muito celebrado no mundo da moda por contar com duas grávidas em sua apresentação na New York Fashion Week. A imagem da modelo Slick Woods gravidíssima ecoou pelo mundo e deu à Rihanna o título de designer do momento.

Ainda naquela temporada, Brandon Maxwell convidou a modelo Lily Aldridge, à época gestante, para ostentar um dos vestidos mais belos da coleção. Já na edição de primavera-verão 2020, Tommy Hilfiger e Zendaya convidaram ninguém menos do que a modelo Ashley Graham para sua exibição no Harlem, enquanto Bianca Cook deu forma a um maiô extremamente sexy da Chromat com uma barriga já bem aparente.