Desfrutar dos dias de descanso com a família, conhecendo novos lugares é a primeira opção para aliviar o estresse de todo o ano. Mas diante da ressaca da crise econômica, como curtir as férias? Um bom planejamento financeiro pode ser a resposta.
 
Antes de sair de casa

O planejamento financeiro começa antes de fazer as malas. Para se planejar bem, é preciso elaborar um orçamento pessoal/familiar que apresente a real situação financeira. Pergunte a si mesmo: qual o montante que posso gastar nessas férias? Viagens precisam de um roteiro, desde o momento preparatório até o retorno à casa. Utilize uma planilha para descrever todo o itinerário. Gastos com compras de roupas de frio ou remédios, por exemplo, precisam ser lançados. E se organize para a compra das passagens.  Quem viaja sem se planejar, gasta além do previsto. 
  
Em busca de promoções

Outra dica é procurar por pacotes que ofereçam descontos. Alguns sites disponibilizam comparação de passagens aéreas, diárias de hotéis, passeios turísticos. Não escolha com pressa. Fale com pessoas que já conhecem o lugar. Veja os comentários e avaliações na internet e redes sociais. Às vezes, abrir mão de um sonho agora, por uma boa segunda opção, pode ser a saída para curtir bastante sem sofrer com as contas estouradas.
 
Valorize atividades ao ar livre

Atividades ao ar livre são alternativas que fazem bem à saúde. Visite parques, museus, praças. Escolhas assim podem facilitar na hora de economizar porque são gratuitas e trazem benefícios ao corpo e à mente.
 
O celular também é um grande aliado nas férias. A dica é instalar um bom aplicativo para controle de gastos. Com a ajuda dessa ferramenta, é possível contabilizar cada passo da viagem e todos os imprevistos. Dá para acompanhar em um click: quanto já gastei? Quanto ainda tenho disponível? As emoções do momento da viagem mexem com o senso de humor e, consequentemente, com o discernimento financeiro. Depois a conta pode ser alta.
 
Faça escolhas inteligentes

Não dá para fazer tudo ou comprar tudo. Querer tudo ao mesmo tempo é um mau sinal de organização financeira. É importante fazer escolhas inteligentes. Opte ora por comer em um restaurante, ora por fazer um lanche, comer em casa ou pedir uma pizza, por exemplo.
 
Para quem vai passar as férias na cidade sem viajar porque já está com o orçamento limitado, o melhor é evitar shoppings. A opção é fazer atividades que não envolvam vitrines, lojas, painéis luminosos e praças de compras. Isso vale para internet também. O que o olho não vê, o bolso não sente. Para começar bem, faça hoje mesmo sua planilha financeira. Gaste tempo com orçamentos e aproveite melhor as férias!