Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida do brasileiro está cada vez maior. O incentivo ao aleitamento materno, a vacinação em todos os públicos de interesse e uma evolução generalizada da medicina moderna têm contribuído para a longevidade dos brasileiros. A pesquisa mostra, ainda, que até 2050 cerca de 30% da população brasileira fará parte da terceira idade.

Longevidade não é um assunto com o qual devemos nos preocupar apenas quando envelhecemos e encaramos os fios brancos diante do espelho. Para chegar à terceira idade com mais qualidade de vida, é preciso antecipar os cuidados com a saúde e fazer dos hábitos saudáveis uma rotina.

Se sua proposta é ter vitalidade e manter a saúde física e mental no nível mais alto possível durante a velhice, o ideal é que essa preparação seja feita ainda no auge do vigor. “Para ter disposição e qualidade de vida na terceira idade, é necessário que já se pense nessa fase a partir dos trinta anos. Adotar um estilo de vida natural pode preservar muito a saúde”, explica o neuropata Daniel Alan Costa.

Veja oito dicas do especialista para desenvelhecer.

1 - Pratique exercícios físicos todos os dias. Você conhece as práticas corpóreas orientais? Tai Chi Chuan, Yoga, Qi Gong e Lian Gong são excelentes para o corpo e para a mente. O governo chinês tem um programa nacional dessas práticas e a medida reduziu drasticamente os gastos com saúde. Outra excelente opção é a musculação, sempre com a orientação de um profissional capacitado. Depois dos 30 anos a perda de massa muscular se intensifica, chegando a 40%.

2 - Não fume e evite a ingestão de carne, pois ambos liberam substâncias produtoras de envelhecimento precoce.

3 - Durma cedo e bem. O hormônio do crescimento atinge seu pico de produção antes da meia-noite.

4 - Dê preferência aos alimentos com antioxidantes naturais, que previnem doenças, rugas e flacidez. Carboidratos integrais, frutas e verduras são alguns exemplos.

5 - Revitalize suas células sempre que possível: tome sol diariamente nas primeiras horas da manhã, ande descalço sobre a grama molhada de orvalho, banhe-se nas águas de uma cachoeira, caminhe em um parque arborizado e respire profundamente; abuse do repouso para restabelecer as células, pois elas amam um repouso restaurador; valorize a amizade, o sorriso, o abraço, a gratidão, a alegria, pois tudo isso produz endorfina, hormônio capaz de reenergizar as células de defesa.

6 - Mantenha a curiosidade intelectual, aprendendo uma nova atividade para conservar a mente lúcida e alerta. Viaje, estude um novo idioma, faça algo que nunca fez, abuse das palavras cruzadas, pois a mente permanece jovem e o cérebro bem irrigado.

7 - Aprenda a meditar. A meditação diminui a ansiedade, aumenta a estabilidade emocional, a criatividade e a alegria, melhora o sistema imunológico, desenvolve a intuição, controla a pressão arterial e as tensões relacionadas com as dores de cabeça, musculares e articulares.

8 - Pratique o voluntariado. Já foi comprovado, por meio de uma pesquisa realizada nos Estados Unidos, que quem faz trabalho voluntário é mais feliz e apresenta uma carga de estresse muito menor em relação a quem não é adepto da prática. Além disso, o estudo mostrou que os voluntários vivem em média quatro anos a mais. Isso porque nessas atividades ocorre a liberação de endorfina, que provoca em todo o corpo a sensação de prazer e bem-estar.
 
Sete alimentos que ajudam a retardar o envelhecimento da pele 

Com o passar do tempo, os sinais de envelhecimento facial começam a ficar aparentes. Isso acontece por uma combinação de fatores internos, como idade biológica e genética, e também causas externas, como exposição ao sol, poluição, tabagismo, má nutrição. Mas algumas atitudes podem retardar essa ação e minimizar os efeitos do tempo. Manter uma dieta equilibrada em nutrientes vai garantir, por exemplo, a ingestão de antioxidantes que retardam os efeitos dos radicais livres.

Tomate - Rico em licopeno, um antioxidante capaz de eliminar os radicais livres, ajuda também a proteger a pele dos efeitos dos raios solares. Além de melhorar a aparência, a fruta diminui a oleosidade da pele.

Cenoura - Antioxidante, é uma das principais fontes de betacaroteno, nutriente que protege dos raios UV e do envelhecimento precoce.

Abacate - Rico em vitamina E e B, que atuam na reprodução celular, o alimento contém óleos que restauram a hidratação natural, promovendo a vitalidade dos tecidos.

Castanha-do-Pará - A oleaginosa é rica em selênio, mineral com propriedade antioxidante que ajuda a regular a produção de hormônios. A castanha também contribui na prevenção do envelhecimento dos tecidos, mantendo a elasticidade natural da pele.

Linhaça - Fonte de ômega 3 e 6, atua como antioxidante e renovador celular. Seu consumo regular ajuda a deixar a cútis mais suave e hidratada.

Peixe - O antioxidante astaxantina, encontrado no salmão, ajuda a prevenir danos na pele, mantendo a aparência mais jovem.   

Frutas vermelhas - Esses alimentos são ricos em vitamina C e antioxidantes. Contribuem para a produção de colágeno e têm ação anti-inflamatória, podendo atenuar sinais de melasmas e diminuir os danos causados pelos raios solares.