Dados alarmantes do ministério da saúde mostram que a obesidade é uma epidemia no Brasil e é preciso, com urgência, falar sobre meios de combater o avanço dessa doença, visto que um em cada cinco brasileiros (adultos e crianças) já são obesos. Enquanto metade dos adultos está com sobrepeso, uma em cada três crianças também está acima do peso ideal. Para os pequenos, se os índices continuarem crescendo, em 2022 quase metade deles também sofrerá com a obesidade infantil.
 
Entidades de saúde alertam que se não houver políticas públicas para mudar esse rumo, o mundo todo enfrentará um forte crescimento de doenças associadas à obesidade, como diabetes, pressão arterial elevada e doenças do fígado. Para o gastroenterologista Luiz Henrique de Sousa Filho, a reeducação alimentar e a prática regular de exercícios físicos ajudam o paciente com sobrepeso a melhorar sua saúde e qualidade de vida.
 
“No dia a dia, tanto para adultos quanto para crianças, é indicado diminuir o consumo de alimentos industrializados e aumentar o consumo de vegetais, frutas e alimentos naturais, preferencialmente integrais, que são ricos em fibras. Também é fundamental evitar a ingestão de refrigerantes e bebidas com excesso de açúcar, assim como fugir dos alimentos ultraprocessados ou congelados que possuem muito sódio e conservantes. Além da obesidade, esses alimentos contribuem para doenças gastrointestinais e até câncer de intestino”, explica o médico.