Se você está com aquela sensação de quilinhos a mais, a sugestão do médico Edson Ramuth é fazer algumas adaptações na alimentação para ajudar a acelerar o metabolismo e, assim, colaborar com o processo de queima de calorias. Confira as seis dicas do especialista:

1 - Não esqueça do café da manhã

Após uma noite de jejum, o corpo precisa de componentes para acelerar o metabolismo. Deixar de lado o café da manhã pode diminuir a capacidade do organismo em queimar gordura, afinal, ele vai querer conservar energia. O ideal é fazer a refeição até uma hora após acordar.

2 - Incremente a salada com peixe

O consumo de salada durante o almoço ou jantar é importante por ela ser rica em fibras e nutrientes. Uma sugestão é acrescentar salmão à salada, pois o pescado impulsiona bastante o metabolismo. Outra dica é levar mais tempo para mastigar. Desta maneira o cérebro tem mais tempo para registrar que o corpo está satisfeito.

3 – O vilão estresse

O hormônio cortisol do estresse pode causar estragos até na balança. Quando os níveis desse vilão estão muito altos, a desenvoltura do corpo em queimar gordura fica prejudicada. Pratique atividade física. Isso vai aumentar a longevidade, amenizar o nervoso do dia a dia e acelerar o metabolismo.

4 - Não pule refeições

Pular refeições pode induzir o corpo a armazenar mais calorias quando é alimentado, pois ele acredita que não está recebendo comida suficiente. Ou seja, fazer todas as refeições diariamente mantém consistentes os níveis de açúcar no sangue e isso ajuda o metabolismo a funcionar de maneira correta.

5 - Durma tranquilamente

Uma noite de sono de oito horas ajuda a acelerar o metabolismo. Também é importante ficar sem o celular por aproximadamente 30 minutos antes de dormir, já que a luz emitida pelo aparelho cria dificuldades para a mente relaxar e ter um sono tranquilo.

6 - Hidratação

Beber água é importante para o funcionamento do corpo. A água otimiza as reações químicas do organismo, fazendo com que o metabolismo seja mais eficiente.