De acordo com o portal de viagens TripAdvisor, que fornece informações e relatos de viajantes, uma a cada quatro mulheres brasileiras viaja sozinha. Além desse dado, o número de ofertas de intercâmbio para quem tem entre 30 e 40 anos aumentou em 80%, despertando a atenção de agências de viagens, operadoras e empresas.

No entanto, o Brasil foi considerado o segundo país mais perigoso do mundo para mulheres que viajam sozinhas. A conclusão faz parte do ranking Women’s Danger Index (Índice de Perigo para as Mulheres), criado pelos jornalistas americanos Asher e Lyric Fergusson. O objetivo era medir o índice de periculosidade para mulheres nos mais diversos destinos.
 
Segundo o estudo, a África do Sul ocupa a primeira posição. Já a Rússia fica com o terceiro lugar. A pesquisa ponderou os países com mais turistas internacionais e levou em consideração oito fatores, entre eles a segurança nas ruas para mulheres, homicídio intencional de mulheres, violência sexual, discriminação e desigualdade de gênero.   

Já quanto aos países mais seguros para as mulheres que viajam sozinhas, a Espanha conquistou o pódio. Em seguida, ficaram Singapura, Irlanda, Áustria e Suíça, consecutivamente. 

Confira os 20 países mais inseguros para mulheres:

1º - África do Sul
2º - Brasil 
3º - Rússia
4° - México 
5º - Irã
6º - República Dominicana 
7º - Egito
8° - Marrocos
9º - Índia
10º - Tailândia
11º - Malásia
12° - Arábia Saudita 
13° - Turquia 
14º - Argentina 
15º - Chile
16º- Camboja
17° - Barein
18° - Tunísia 
19° - Estados Unidos 
20º - Ucrânia