Com a chegada do fim de ano, as pessoas já começam a pensar nos planos e metas para 2019. E, ao que tudo indica, encontrar um amor é o objetivo de muita gente. Segundo uma pesquisa realiza pelo o ParPerfeito, site e app de relacionamento, 85% dos homens solteiros e 67% das mulheres solteiras pretendem engatar um relacionamento no próximo ano. 

Ainda conforme o estudo, para atingir esse objetivo, 40% dos homens e mulheres entrevistados investirão principalmente no uso de sites e apps de relacionamento. Além disso, a maioria afirma que vale a pena mudar velhos hábitos para se relacionar com novas pessoas.

Para Marina Simas, consultora de relacionamento do Match Group LatAm, os sites e aplicativos de relacionamento podem gerar ótimas oportunidades de conhecer pessoas com afinidades e objetivos em comum. “A busca pelo amor no ano novo é muito comum em sites e apps podem ajudar pela facilidade de conexão e análise de perfis. O importante é que as pessoas estejam abertas às oportunidades que virão”, analisa. 

Nessa época, além de recorrer à tecnologia para encontrar um novo amor, muitos solteiros também esperam ajuda dos astros. O astrólogo Julio Grobel comenta que 2019 é um ano propício para avançar em diferentes setores. “Para sagitário e gêmeos, ou quem tem esses signos no ascendente, é certamente uma boa oportunidade para afetividade. Mas isso não exclui os demais signos, pois todos podem ter sim boas oportunidades ao longo do ano. Para isso, é importante ver o trânsito de Vênus, o pequeno benéfico. Quando Vênus estiver em seu signo ou no signo oposto, vale também para o signo ascendente, há uma abertura afetiva”, comenta Grobel.

O astrólogo também afirma que durante 2019 haverá a grande conjunção Saturno e Plutão, que diz respeito a um compromisso importante que devemos arcar para o ano, que pode ser em qualquer setor da vida. “2019 será um ano de superação e realização, certamente um ano do qual não poderemos ficar passivos às situações. Quem se comprometer com a real transformação e mudança pode sim ver bons resultados. No caso de relacionamentos, essa grande conjunção afetará mais quem tem ascendente em touro, câncer ou leão. No caso, a pessoa pode passar por uma situação que é um divisor de água na vida afetiva”, explica.

Na pesquisa do ParPerfeito, mais de 60% dos entrevistados acreditam que o signo não influencia no relacionamento. Porém, os signos apontados como mais indesejados pelos solteiros são: gêmeos, touro e peixes. Nesse contexto, Grobel diz que não é possível considerar somente o signo solar para relacionamentos, porque esse, que é o signo que citamos e sabemos quando nos perguntam sobre signos, tem seu foco na expressão da identidade de cada um. Deve-se considerar o mapa astral como um todo, pois ele analisa as principais características de cada pessoa em cada âmbito da vida, inclusive também as áreas que se aplicam aos relacionamentos.

“Na realidade, todo o mapa astral é importante e impactará no que chamamos de Sinastria, que é a combinação de mapas. Essa dinâmica de como esses mapas conversaram é que demonstrará o que é mais fluente e o que é mais desafiador. Para questões afetivas, há outros elementos no mapa mais importantes de se considerar, dentre eles o signo ascendente, que definirá as casas astrológicas do mapa; o signo lunar, que corresponde aos padrões emocionais e necessidades da pessoa; o signo de Vênus, que representa os prazeres e a maneira de demonstrar afeto; e o signo de Marte, como libido e energia ativa e sexual”, enfatiza Grobel.