A cozinha é o ambiente considerado por muitos o “coração da casa”, possui projeção e personalidade própria tanto quanto qualquer outro. As novas tendências de decoração trazem cozinhas mais coloridas e que se integram facilmente com outros espaços.
 
Segundo a arquiteta Juliana Sabbatini, que assina o apartamento decorado do Lux Home Design, compacto de alto padrão da Elmo Incorporações em Goiânia, essa tendência tem sido percebida principalmente nos apartamentos menores ou tipo studio, onde a cozinha colorida ganha visual moderno e despojado. 
 
A arquiteta conta que não há regras quanto ao uso de cores na cozinha, mas explica que é essencial que haja harmonização. A profissional diz que o desafio maior é fazer com que a combinação de tons não prejudique a luminosidade do ambiente, seja deixando-o muito escuro, ao se empregar cores mais fechadas ou iluminado demais o se usar cores muito claras. 
 
“Hoje temos muitos artifícios e artigos de decoração que auxiliam para a iluminação eficiente, como por exemplo os perfis de led, onde podemos escolher a temperatura de cor mais clara e uma potência maior por m² para aumentar a luminosidade”, explica Juliana.

Combinações

A arquiteta explica que a combinação entre cores escuras e clara é o que traz a alegria para o ambiente, sem deixá-lo poluído e escuro. “O amarelo, por exemplo, é uma ótima cor para alegrar e iluminar os ambientes. Combinada com o branco e tons amadeirados, deixa a cozinha mais viva e acolhedora”, sugere a arquiteta para quem quer uma decoração inspirada em décadas passadas, mais vintage. 
 
Outras combinações interessantes de cores para cozinha, segundo Juliana, são o azul e o verde, que podem até parecer fortes, mas se usados com a combinação certa, podem surpreender. “Você pode, por exemplo, combinar essas duas cores com o branco, que quebra os possíveis excessos e torna o ambiente mais alegre e ao mesmo tempo equilibrado visualmente”, diz arquiteta.