A Pantone apresentou o “Living Coral” como a cor de 2019. A escolha foi feita visando temáticas mais profundas, no sentido de dar uma dimensão de otimismo, calor e afeto. A intenção é nos convidar a sermos mais autênticos para contrastar a desumanização da era digital. Com essa escolha, Pantone permanece na estrada da onda rosa, contudo, acena para a tendência atual das cores terrosas, que inspiram os ambientes quentes e acolhedores.

Essa tonalidade tem tudo para ser protagonista dos ambientes da casa, pois é capaz de criar efeitos naturais e revigorantes por ser repleta de vitalidade e energia. A versatilidade é um ponto forte e possui o poder de encher a casa de alegria e alto astral.  O destino perfeito para essa cor pode ser nos objetos de decoração e na pintura de uma das paredes. 

Uma forma interessante de usá-la é criar pequenos toques de cores, que exaltam determinadas características através de tecidos e acessórios, como almofadas, toalhas, mesinhas, vasos e tapetes. É uma cor que combina muito bem com a madeira clara, com o cinza claro, com o branco, verde salvia ou esmeralda, com o violeta tênue e, particularmente, com diversos tons azuis e derivações cromáticas de inspiração marinha.
 
A atenção e cuidado deve ser reservado paro o uso de cores como o vermelho, o laranja e o amarelo, pois são cores quentes que podem potencializar o efeito energizante e prejudicar a intenção de ter uma atmosfera relaxante.

* Lenise Alves de Castro é goianiense/vilaboense, vive na Itália, é designer de interiores e trabalha em um estúdio de arquitetura em Milão. Ama design, história da arte, móveis, linhas curvas, artesanato, rios, azul, vinhos italianos e empadinhas de Goiás.

Os comentários publicados aqui não representam a opinião da plataforma e são de total responsabilidade de seus autores.