Desconhecida por muitas pessoas, a síndrome de Sjögren é uma doença autoimune. Ela é mais prevalente em mulheres, principalmente a partir da quarta década de vida, comprometendo especialmente as glândulas secretoras salivares e lacrimais, sendo a doença mais comum de ressecamento. No início, normalmente quando a doença ainda não está diagnosticada, o fluxo salivar até pode aumentar. Mas passado algum tempo, a tendência é a saliva "secar". É como eu sempre digo: sem saliva, sem saúde.

Tenho conversado com colegas (que assim como eu, tratam dessa patologia) e observamos que alguns pacientes se queixam de boca seca, mas não de olhos secos ou vice-versa. O mais comum é a mulher se queixar de olhos, boca, pele e vagina ressacadas. Me referi às mulheres porque a doença afeta apenas um homem a cada dez pessoas com a enfermidade. 

Hoje o objetivo é dar dicas que podem ajudar na prevenção dessa e outras doenças. Lembrando que essas dicas não substituem a consulta. É importante também ressaltar que nós somos seres com organismos bem distintos e devemos nos atentar que o que é bom pra mim, pode não ser pra você. 

Vamos começar pela higiene bucal. Vou citar algumas marcas de produtos com o objetivo de ajudar na escolha. Não tenho nenhum vínculo com as empresas que estou recomendando.

- Escova de dente: se possível, a mais macia que existe no mercado: Curaprox 5460. Não achou ou quer mais opções? Slim Soft Black ou Deep Clean, ambas da Colgate.  Se for preciso, use escovas interdentais e/ou unitufos. Qualquer marca. Pessoas que usam aparelhos ortodônticos, próteses dentárias ou que têm dificuldade motora muitas vezes precisam desse auxílio.

- Creme ou gel dental: sempre sem Lauril Sulfato de Sódio (detergente que promove espuma). Esqueça a espuma do creme dental convencional. Vai por mim, uma hora você se acostuma. Sugestões: Kin Hidrat, Sensi Kin, Gingi Kin, Kin Care gel dental, Bioxtra, Sensodyne (leia o rótulo para verificar a ausência do produto que falei). Agora, se você vai viajar para os Estados Unidos ou alguém pode te trazer, peça que comprem a linha de creme, gel e spray da Oral Balance - Biotène, que é própria para boca seca. Nos EUA também é possível encontrar cremes dentais naturais em empresas como Whole Foods ou Sprouts Farmers, mas leia o rótulo porque você deve comprar o creme ou gel dental com flúor e preferentemente com xilitol.

- Fio ou fita dental: se não houver comprometimento motor para manusear o fio dental, use fios ou fita da Johnson & Johnson ou Pró-Saúde da Oral-B (esse é bom, mas tem o preço bem "salgado"). Nos Estados Unidos tem um fio (se não me engano, acho que chegou ao Brasil) que você segura pelo cabinho, como se fosse um serrotinho (procure fio dental Pick), mas você tem que tomar cuidado porque ele pode machucar a gengiva se o espaço entre os dentes estiver muito apertado. Fora esse, temos também o Super Floss da Oral-B. Você também pode usar o passa fio.

- Enxaguante bucal: apenas os apropriados para boca seca, como Bioxtra e Biotène (importado). Enxaguantes convencionais como Plax, Periogard e Listerine, esqueça! 

- Limpador de língua: você realmente necessita limpar a língua? Preste atenção: nem toda língua é rosinha. Então, cuidado. Não vá piorar a situação querendo que a sua língua fique extremamente limpa. Um limpador que gosto bastante que é o da Bitufo.

- Desodorante bucal: esqueça! A maioria arde a boca. Você precisa é de muita água. Desodorantes bucais são usados por quem mascara o mau hálito, o que é contraindicado.

- Lubrificante oral: conhecidos como saliva artificial ou substituto salivar. Kin Hidrat gel ou spray, Bioxtra gel ou spray, Biòtene (Oral Balance) gel ou spray são algumas marcas que podem e devem ser usadas ao longo do dia. Inclusive, aplique uma boa quantidade antes de dormir.

- Lubrificante labial: Bepantol Derma Labial, Vaseline Lip Therapy (importado, mas muito baratinho e bom) são alguns. Cacau da farmácia serve? Não!

Dicas gerais:

- Beba muita água. 
- Faça a higiene bucal no mínimo três vezes ao dia É preciso escovar os dentes todas as vezes que comer? Não, mas se possível enxágue a boca com água; 
- Mastigue bem os alimentos e sem pressa. Mastigue do lado direito e esquerdo se possível; 
- Consulte o cirurgião-dentista três vezes ao ano ou conforme ele lhe recomendar;
- Qualquer alteração bucal, como sensibilidade ou dor, comunique;
- Assim que a síndrome for diagnosticada, é recomendado procurar ajuda do cirurgião-dentista que entende do assunto;
- Evite o ar condicionado ou do ventilador direto em você;
- Utilize umidificadores de ar;
- Alimentos mais frios podem promover mais conforto;
- Evite alimentos muito secos. Coma carnes com molho e bem cozidas, comidas "molhadas" com caldinho de feijão;
- Não tome café ou chás em excesso;
- Você pode lubrificar a boca com óleo de coco;
- Faça o acompanhamento médico certinho;
- Leia sobre o assunto;
- Consuma doces preferentemente após as refeições e não entre as refeições; 
- Se você consome água com limão ou frutas cítricas para estimular o fluxo salivar, espere meia hora após o consumo para escovar os dentes;
- Se você gosta de nadar em piscina, tente não ficar de boca aberta durante a atividade, pois o cloro pode danificar mais ainda os seus dentes;
- Mascar chicletes pode ajudar a aumentar o fluxo salivar. Mas atenção: sem açúcar, chicletes macios e apenas por dez minutos após as refeições;
- Pratique uma atividade que te dê prazer. Praticando atividade física nos distraímos, elevamos os hormônios do bem-estar, fazemos amigos, ficamos mais bonitos, saudáveis e ganhamos muita energia;
- Evite cigarros e bebidas alcoólicas em excesso;
- Não tenha medo de namorar. Use bons lubrificantes vaginais, como KY. Use aqueles lubrificantes orais durante o sexo oral. Até o óleo de coco é válido;
- Trabalhe. Quando trabalhamos com amor, essa pode ser uma das atividades mais prazerosas da nossa rotina.

A síndrome de Sjögren afeta muito a vida de quem a tem, mas não impossibilita de viver e viver feliz, pois tudo na nossa vida é uma questão de escolha. O melhor tratamento é o multidisciplinar: reumatologista, oftalmologista, otorrinolaringologista, cirurgião-dentista, dermatologista... Como sabemos, o tratamento da Sjögren ainda é paliativo. Até hoje, dizemos que a doença não tem uma causa específica. Há profissionais que tratam com doses elevadas de vitamina D. Mas se nem a causa sabemos ao certo, como vamos ter certeza que estamos implementando o melhor tratamento? 

Acho muito válido trocar informações com pessoas que passam pelo mesmo problema e com diferentes profissionais. Em qualquer tratamento você tem que estar atento se aquilo está te fazendo bem ou mal. Se a sua qualidade de vida e bem-estar estão reduzindo, estacionados ou melhorando. Só você e os profissionais capacitados, unidos, poderão chegar a um consenso para elevar a sua qualidade de vida. Mesmo diante das dificuldades, o importante é a gente reagir e continuar enfrentando todas as adversidades que possam nos aparecer.

Gostou do assunto? Compartilhe e ajude quem precisa.

Observação: escrevi essas dicas por receber mensagens de "socorro" de pessoas que não sabem como buscar ajuda. Pessoas com dificuldades financeiras e entristecidas com os transtornos que a síndrome de Sjögren causa a saúde bucal, qualidade de vida e bem-estar. Algumas dessas dicas podem servir para quem tem a Síndrome da Ardência Bucal (SAB).

*Karyne Magalhães é cirurgiã-dentista, habilitada em Laserterapia e qualificada no tratamento da Halitose, vice-presidente da Associação Brasileira de Halitose (Abha), membro da Associação Brasileira de Odontologia (ABO-GO) e membro da Sociedade Brasileira de toxina botulínica e implantes faciais (SBTI). Acesse karynemagalhaes.com.br e botoxgoiania.com.br.

Os comentários publicados aqui não representam a opinião da plataforma e são de total responsabilidade de seus autores.