Hoje em praticamente ninguém mais ferve o leite que toma. Mas quem viveu a época em que isso era necessário, tenho certeza que se lembra de que bastava virar as costas por um segundo para o leite derramar no fogão. Nossa, dava vontade de chorar na hora de limpar aquela sujeira. E com a saúde bucal pode acontecer o mesmo: pode não dar tempo que acudir o "leite derramado".

A “falta de tempo” tem sido a desculpa que as pessoas encontraram para se desleixar da saúde bucal e sistêmica. Mas a verdade é que perder o tempo certo da prevenção requer mais tempo para cuidar da saúde como um segundo plano, o chamado plano B. Esse sim, em muitos casos, pode te tirar da rotina por alguns dias ou semanas, te impossibilitando de cumprir as obrigações diárias. Pensando nisso, aqui vão algumas dicas para você driblar os empecilhos e cuidar bem de si:

Tempo

Na odontologia privada raramente os pacientes ficam aguardando na recepção. Isso porque se atende por hora marcada. No entanto, se o profissional que te atende costuma te deixar esperando, seja franco em dizer quanto tempo você pode ficar para cada consulta. Com um plano de tratamento definido, é possível programar a sua agenda de acordo com as visitas ao especialista. É bem provável que, antes da consulta, você receba uma ligação ou mensagem para se lembrar do seu horário.

Investimento

É preciso estar ciente que um bom profissional, um cirurgião-dentista altamente qualificado tem valor. Sendo assim, o conhecimento, as técnicas empregadas no tratamento e a segurança obtida com os trabalhos podem ter um investimento maior naquele momento, mas que fica diluído pelo tempo de durabilidade e satisfação do tratamento recebido. Mas é claro que tudo isso será de acordo com as suas possibilidades. Justamente por isso que mais de um plano de tratamento pode lhe ser oferecido. Cabe a você o senso crítico em perceber o que melhor te atende.

Moda

Até a saúde tem modismo. Já houve a época da substituição das restaurações de amálgama pelas de resinas, a época do clareamento dental a laser, das facetas, a época da bichectomia, das lentes de contato dental, da ortodontia lingual, da ortodontia invisível, do papa cárie (gel que dissolve o tecido cariado), dos piercings dentais, da harmonização orofacial, dentre outros. Nada na vida é estático, graças a Deus! Você só precisa parar para pensar antes de tomar qualquer decisão que seja irreversível, pois dente não é que nem cabelo, que cresce daqui a três meses.

Prioridade

É claro que é muito mais gostoso dar um mergulho em Fernando de Noronha ou tirar foto na torre Eiffel do que deitar na cadeira de um cirurgião-dentista. Mas pensa você com dor de dente nesses lugares ou com o sorriso "encardido" nas fotos.  Não estou dizendo para você não tirar fotos ou não viajar. Estou falando para você se programar para curtir bem os seus momentos de felicidade. Então, planeje custos e tempo, e assim você mantém a sua saúde onde quer que esteja. Sem saúde não somos ninguém.

Informação

Bem diferente de muitos anos atrás, hoje não precisamos ir até a notícia. Ela vem até a gente. Somos digitais, mais ágeis e mais famintos por conhecimento. Então, aproveite a boa onda da digitalização para se informar sobre saúde, sobre profissionais e assuntos que despertam o seu interesse. Tudo que pretendemos saber está nos sites de busca, sites, nos blogs e nas redes sociais. Só tome cuidado com as notícias falsas e milagrosas. Desconfie de tudo que é muito "mágico e acessível".

No mais, só posso te desejar muita saúde!

*Karyne Magalhães é cirurgiã-dentista, habilitada em Laserterapia e qualificada no tratamento da Halitose, vice-presidente da Associação Brasileira de Halitose (Abha), membro da Associação Brasileira de Odontologia (ABO-GO) e membro da Sociedade Brasileira de toxina botulínica e implantes faciais (SBTI). Acesse karynemagalhaes.com.br e botoxgoiania.com.br.

Os comentários publicados aqui não representam a opinião da plataforma e são de total responsabilidade de seus autores.