Em supermercados e farmácias, as prateleiras estão repletas de escovas e produtos para higiene bucal. É tanta opção que não conseguimos fixar os olhos em um produto apenas. Queremos comprar algo que atenda a nossa necessidade e com bom preço. Mas como escolher?

Pode ser que em cada consulta com o seu dentista ele mude a indicação dos seus produtos para higiene bucal. Isso não quer dizer que ele tenha esquecido qual o último produto que receitou para você. Na verdade, no seu prontuário tudo fica anotado, por exemplo: como estava sua higiene bucal, dados sobre sua saúde sistêmica, se a gengiva sangrava, se havia a presença de saburra lingual, quais os produtos indicados e muitas outras coisas.

Baseado nessas informações e nos produtos que o mercado oferece no momento é que os dentistas indicam as melhores opções para cada caso. Por isso que, tendo uma receita em mãos, as compras ficam muito mais fáceis, só é preciso chegar e comprar. Mas se por algum motivo você não tem essa receita, fique tranquilo, aqui vão algumas dicas:

- Sempre escolha as escovas macias, com a cabeça pequena, cerdas da mesma altura ou cerdas que sejam um pouquinho mais afiladas nas pontas para limpar melhor os espaços entre os dentes;

- Se você usa aparelho ortodôntico fixo, é melhor optar por uma escova ortodôntica e pelas escovas unitufos;

- Crianças também devem usar escovas macias e apropriadas para a idade da criança. Na maioria das marcas, a idade está indicada na embalagem;

- Usuários de dentaduras, próteses de grampos ou qualquer outro tipo de prótese que seja removível podem usar as escovas indicadas para próteses. Elas têm a cabeça bem maior do que a escova para escovar dentes naturais;
 
Mesmo como essas dicas você ainda fica em dúvida? Então faça o seguinte: observe se após escovar os dentes eles ficam com aspecto brilhante e liso. Caso a resposta seja negativa, escove mais uma vez, sem acrescentar o creme ou gel dental. Se mesmo após essa segunda escovação você perceber que os dentes não ficaram limpos como você desejava ou se você machucou a gengiva pela dureza das cerdas, troque de escova. Cuidado para não se encantar pela embalagem da escova ou por aqueles milhões de cerdas de silicone que estão pra lá e pra cá, pois, lembre-se, quanto maior a cabeça da escova for, mais difícil será chegar no "fundinho". Também não se esqueça que fio ou final dental são muito importantes. Somente eles conseguem limpar direito as regiões entre os dentes.  

E mais uma vez, volto a falar aqui no blog: não existem produtos "milagrosos"! Fio dental não clareia dentes! Creme dental ou gel também não! Nada é capaz de lhe proteger por 12, 24 horas ou sei lá mais o quê! Enxaguante bucal, apenas se for indicado pelo seu dentista. Vamos ter cuidado com o que "enche" os nossos olhos e esvazia os nossos bolsos. E cautela sempre para cuidar da nossa saúde bucal. 

*Karyne Magalhães é cirurgiã-dentista, habilitada em Laserterapia e qualificada no tratamento da Halitose, vice-presidente da Associação Brasileira de Halitose (Abha) e membro da Associação Brasileira de Odontologia (ABO-GO)