A cárie é uma doença que pode afetar pessoas de todas as idades. O problema acontece principalmente naqueles que descuidam da higiene bucal, ingere alimentos ricos em açúcar ou por algum motivo têm flora bucal bacteriana em desequilíbrio. E infelizmente muitas pessoas nem imaginam que têm cárie, mas ao fazer uma radiografia dos dentes descobre o problema, bem escondidinho e totalmente silencioso. Isso é mais comum do que se imagina.

Quando o dente não tem sinais clínicos, como os "buraquinhos" e machas, mas apresenta o doença, dizemos que a cárie é oculta. É como se o dente estivesse íntegro e só descobrimos a lesão quando fazemos radiografias ou quando o paciente relata dor ou sensibilidade. 

Em alguns casos, conseguimos copiar a anatomia da superfície de mastigação dos dentes posteriores. É um procedimento bem simples, que na verdade favorece o trabalho do cirurgião-dentista. Isso por conseguirmos uma restauração praticamente igual a estrutura dental, mantendo a estética e função do dente.

O melhor para evitar esse tipo de surpresa é fazer a prevenção com o cirurgião-dentista e seguir as indicações dele. As radiografias odontológicas são fundamentais em qualquer tratamento e na proservação da saúde bucal. Por isso, não deixa de fazê-las. 

Agora que você já sabe que existe esse tipo de cárie, aproveite as férias de julho para checar como vai a sua saúde bucal!

*Karyne Magalhães é cirurgiã-dentista, habilitada em Laserterapia e qualificada no tratamento da Halitose, vice-presidente da Associação Brasileira de Halitose (Abha), membro da Associação Brasileira de Odontologia (ABO-GO) e membro da Sociedade Brasileira de toxina botulínica e implantes faciais (SBTI). Acesse karynemagalhaes.com.br e botoxgoiania.com.br.

Os comentários publicados aqui não representam a opinião da plataforma e são de total responsabilidade de seus autores.