Muitas pessoas já viveram esse momento desesperador. Só quem já passou por isso sabe como é agoniante ter quem você tanto ama perdido por aí. Então vamos lá: vou listar algumas medidas muito importantes que devem ser feitas e que com certeza lhe ajudará bastante nessa hora.

Faça uma busca a pé pelas redondezas de onde ele fugiu. Grite-o pelo nome a cada esquina e pergunte a todos inclusive comerciantes se eles viram um cão com tal características. Se possível for, já leve uma fotinha do seu pet com você, seja uma foto impressa ou pelo o celular mesmo. A foto ajuda bastante! Se ele estiver perdido e com dificuldades de voltar para casa, deixe os brinquedos do seu pet e algumas roupas suas na porta de casa, perto do seu portão. O cheiro desses objetos ajudará o cão a encontrar o caminho de volta.

A cada dois ou três dias faça uma visita aos principais canis da cidade para cachorros abandonados. Vá também ao centro de controle de zoonoses, pois ele pode ter sido pego pela “carrocinha” e corre o risco de ser sacrificado caso não seja resgatado. Faça cartazes com as palavras principais “Procura-se” ou “Cão perdido”. Coloque uma foto grande e colorida do seu cão, com o telefone de contato. O cartaz deve ser colado no maior número de estabelecimentos possível no bairro em que ele se perdeu. Padarias, supermercados, farmácias, pet shops, escolas, pontos de ônibus e postes.

Você pode fazer uma faixa e pendurar na rua principal do bairro, fazendo um apelo para que ele seja encontrado e com a descrição do cão perdido. Coloque também o seu contato. Se você tiver condição financeira, ofereça recompensa e gratificação para quem encontrar. Anuncie nas redes sociais, como Instagram, Twitter e Facebook. As pessoas são solidárias e compartilham a notícia. Escreva um pequeno texto relatando o ocorrido e coloque uma foto do seu pet.

Assim que você encontrar o cãozinho, algumas medidas são ainda importantes:

Primeiro, dê um banho nele. Nunca se sabe por onde ele andou. Ele pode ter pego pulgas e carrapatos. Dê também um vermífugo, principalmente se estiver atrasado. Caso ele tenha voltado para casa com algum machucado ou comportamento estranho, leve-o ao veterinário para um check-up. Se o cão não for castrado, castre-o! Esse pode ser o principal motivo dele ter fugido. A castração deixa os animais mais calmos e caseiros.

Ande com ele sempre na coleira e guia. Coloque na coleira uma plaquinha de identificação com o nome e o telefone de casa. Se o seu cão tem o costume de fugir de casa é interessante contratar um adestrador, pois esse especialista o educará e com certeza as fugas diminuirão. 

* Gisely Machado, estudante de Medicina Veterinária, babá de animais e Jornalista. Já me busquei no Jornalismo, no Marketing e na Fotografia, mas foi entre os animais que me encontrei plenamente e é na veterinária que pretendo fazer minha obra prima, com pinceladas das carreiras anteriores