Construídos ao longo da vida, sabemos que alguns hábitos são difíceis de ser abandonados, mesmo a pessoa tendo consciência de que pode se tratar de algo prejudicial à saúde. Isso também se aplica a quem está na luta pelo emagrecimento. “Já acompanhei pessoalmente centenas de casos e posso afirmar que milagres não existem quando o assunto é emagrecimento. Se a pessoa não muda hábitos nocivos, inevitavelmente, volta a engordar”, afirma estrategista Mari de Chiara.
 
Confira os hábitos que, segundo a especialista, mais boicotam a perda definitiva de peso:

Sono

Dormir bem regula os níveis de grelina e leptina, hormônios que controlam a fome e a sensação de saciedade, respectivamente. Quando desregulados, esses hormônios afetam o controle do peso, pois a pessoa está sempre com a sensação de fome. Assim, não ter uma rotina de sono adequada, com pelo menos seis horas por noite, atrapalha bastante a perda de peso.
 
Alimentação planejada

Quem não planeja as refeições perde o controle sobre a quantidade de carboidratos, proteínas e gorduras que ingere. Uma dica para quem come em restaurantes por quilo, por exemplo, é observar o que há disponível, planejar a refeição e apenas depois entrar na fila para se servir. Quando a refeição é feita em casa, a dica é planejar as compras da semana, garantindo que sempre haja opções de proteínas magras, frutas e verduras. Também vale a pena escolher um prato pequeno para servir a comida. Pratos muito grandes disfarçam o tamanho das porções e a pessoa nem percebe que exagerou.
 
Preste atenção e mastigue bem

Assim como o planejamento adequado das refeições, prestar atenção ao que se come é um hábito que deve ser praticado. De acordo com um estudo da Universidade de Surrey, na Inglaterra, divulgado pelo Journal of Health Psychology, manter o foco na comida durante as refeições provoca maior sensação de saciedade. Você deve se alimentar com calma para que seu organismo entenda exatamente quando está saciado. A mastigação dos alimentos também é um ato importante nesse processo. Quando o alimento chega ao estômago, a informação demora cerca de 20 minutos para alcançar o cérebro, portanto, comer lentamente possibilita a compreensão eficiente da mensagem enviada pelo hormônio da saciedade, a leptina.
 
Líquido durante a refeição

Beber água ou outro líquido durante as refeições estimula o aumento do volume do estômago e isso faz com que você tenha vontade de comer mais. Se você já possui o hábito de ingerir líquidos enquanto come, tente ir eliminando aos poucos.

Pular o café da manhã

Não comer pela manhã faz com que seu corpo não se prepare para o dia, portanto, isso te deixa cansado e sem energia. Tomar um bom café da manhã repõe as energias depois de uma noite de sono e impede que você coma exageradamente no almoço, por exemplo. O café da manhã também ajuda a evitar os picos de insulina.
 
Água

A ingestão de um volume adequado de água ajuda no emagrecimento. Segundo Chiara, a pessoa pode seguir a seguinte regra: beber diariamente 35ml de água para cada quilo. Quem pesa 60 quilos, por exemplo, deve beber cerca de dois litros ao longo do dia.