Com o passar do tempo, os sinais de envelhecimento facial começam a ficar aparentes. Isso acontece por uma combinação de fatores internos, como idade biológica e genética, e também causas externas, como exposição ao sol, poluição, tabagismo, má nutrição. Mas algumas atitudes podem retardar essa ação e minimizar os efeitos do tempo. Manter uma dieta equilibrada em nutrientes vai garantir, por exemplo, a ingestão de antioxidantes que retardam os efeitos dos radicais livres.

Aliados

Tomate - Rico em licopeno, um antioxidante capaz de eliminar os radicais livres, ajuda também a proteger a pele dos efeitos dos raios solares. Além de melhorar a aparência, a fruta diminui a oleosidade da pele.

Cenoura - Antioxidante, é uma das principais fontes de betacaroteno, nutriente que protege dos raios UV e do envelhecimento precoce.

Abacate - Rico em vitamina E e B, que atuam na reprodução celular, o alimento contém óleos que restauram a hidratação natural, promovendo a vitalidade dos tecidos.

Castanha-do-pará - A oleaginosa é rica em selênio, mineral com propriedade antioxidante que ajuda a regular a produção de hormônios. A castanha também contribui na prevenção do envelhecimento dos tecidos, mantendo a elasticidade natural da pele.

Linhaça - Fonte de ômega 3 e 6, atua como antioxidante e renovador celular. Seu consumo regular ajuda a deixar a cútis mais suave e hidratada.

Peixe - O antioxidante astaxantina, encontrado no salmão, ajuda a prevenir danos na pele, mantendo a aparência mais jovem.   

Frutas vermelhas - Esses alimentos são ricos em vitamina C e antioxidantes. Contribuem para a produção de colágeno e têm ação anti-inflamatória, podendo atenuar sinais de melasmas e diminuir os danos causados pelos raios solares.