Rústico, moderno ou descolado. Tijolinho aparente na decoração é sinônimo de versatilidade. Há pouco tempo, o revestimento era preterido às áreas externas da casa, combinando com a churrasqueira. Agora ganhou ares de sofisticação, podendo aparecer tranquilamente na sala, no escritório e também nos quartos. Embora seja um elemento já consolidado na arquitetura de interiores, ainda há dúvidas que permeiam o uso, os cuidados certos com a instalação para o acabamento perfeito e com a manutenção das peças.

Existem hoje no mercado diferentes materiais que possuem o efeito de tijolo: revestimentos cerâmicos, sintéticos e até mesmo o original de barro – que é, inclusive, o mais procurado e pode ser encontrado na estrutura das construções ao descascar as paredes. Essa opção de utilização na forma de origem garante um ar rústico ao ambiente, além da possibilidade de pintá-los, conferindo uma decoração clean. Outras vantagens desses materiais são o preço acessível, a alta resistência, a durabilidade e o isolamento acústico, tão desejado.

No entanto, a decoração pode tornar-se uma tragédia quando se erra na hora da instalação. Uma das dicas de ouro, segundo especialistas, é acertar no alinhamento das peças. Em geral, os tijolinhos medem 5 x 22 x 10 cm, e rendem o dobro quando são divididos ao meio. Outro ponto que merece atenção é a escolha da argamassa. São três tipos: a cheia (a junta fica aparente), a seca (o rejunte fica invisível dando tom mais moderno) e a frisada (a massa fica aparente, mas é removida entre os tijolos, criando um efeito de profundidade).

Para completar o kit de acertos, é fundamental a manutenção dos tijolinhos. É importante saber que esse tipo de superfície demanda cuidados permanentes devido à porosidade. No pós-obra, existe um truque interessante para evitar que o tijolo solte pó após a instalação. A dica é esfregar a parede com uma bucha suave e remover a areia que fica superficialmente sobre as peças. Depois, é necessário impermeabilizá-las, evitando a formação de limo e acúmulo de sujeira. Os produtos mais indicados são silicone líquido ou resina.

Quando aplicados na área externa, é preciso promover a limpeza mensal com solução de cloro com água. Já para a área interna, se faz necessário remover o pó com pano úmido ou uma vassoura de cerdas macias. Munidos de todos esses cuidados, para ajudar na missão de montar os tijolinhos nos seus ambientes sem medo, os arquitetos Bruno Moraes, Marina Carvalho, Cristiane Schiavoni, Carina Korman, Renan Altera e Júlia Guadix apresentam projetos com dicas pontuais para deixar o seu espaço mais sofisticado e aconchegante. Confira!