Meia horinha passeando pelo Instagram e pronto: sem saber exatamente como, você já está fazendo cotação de passagem aérea, pesquisando hospedagem e sonhando com a sensação de pé na areia e brisa no rosto. O verão é mesmo contagiante, o que torna quase inevitável que, pelo menos por alguns minutos, não pensemos em tirar da gaveta óculos de sol, chapéu de palha e roupa de banho. O que não costuma preocupar muita gente são os acompanhamentos desse trio que é a cara da estação mais quente do ano. Protetor solar, máscara capilar, hidratante labial, loção para pés e cotovelos e por aí vai.

Na intenção de dar uma mãozinha para quem conseguiu tirar o desejo da viagem de verão do papel, a LUDOVICA ouviu especialistas que dão dicas preciosas sobre cuidados com a pele, as unhas e os cabelos. As orientações valem também para quem vai ficar em casa, mas acaba exagerando na exposição ao sol durante os finais de semana, quando vai ao clube, ao parque ou faz qualquer outro passeio ao ar livre. “Precisamos lembrar que a incidência dos raios solares são mais intensas nessa época e podem causar doenças de pele, principalmente nas crianças”, alerta o pediatra Gentil Alves.

As orientações gerais, segundo Gentil, giram em torno de dez cuidados básicos para adultos e crianças. “Manter a pele limpa e hidratada, usar protetor solar diariamente e evitar ficar no sol entre as 10 e 16 horas são as regras mais importantes”, defende. Além disso, vale também criar o hábito de tomar banho de água corrente quando sair do mar ou da piscina, ingerir bastante líquido e manter uma alimentação baseada em itens que contenham carotenóides, como cenoura, abóbora, maçã e beterraba. “Além de manter a pele saudável, esses alimentos têm efeito preventivo sobre o aparecimento do câncer de pele.”

Completam a lista o uso de acessórios para proteção, como bonés e chapéus, e o cuidado para não ficar muito tempo com roupas molhadas, o que pode propiciar a proliferação de fungos e bactérias, gerando doenças. “Para os adultos vale lembrar que não é indicado se depilar antes de tomar sol ou se submeter a qualquer tratamentos de pele no verão”, orienta o pediatra Gentil Alves. Segundo o especialista, neste período o risco do aparecimento de micoses, brotoejas e da chamada acne solar, provocada pelo aumento da oleosidade natural da pele, são maiores.

“O ideal é lavar o rosto com sabonete adequado e utilizar produtos com base aquosa ou em gel, propícios para diminuir ou controlar a oleosidade”, ensina o especialista. No mais, a dica é tomar, pelo menos, dois banhos por dia, reaplicar o filtro solar a cada três horas e ingerir, no mínimo, três litros de água diariamente. “Se esses cuidados forem inseridos na rotina, dificilmente algum imprevisto vai atrapalhar”, garante Gentil.

Bochechas coradas (de alegria)

A famosa marquinha do biquíni é o sonho de consumo de muita gente, mas antes de estender o corpinho debaixo do sol vale ficar atento aos cuidados com a pele. Segundo a dermatologista Maria Lígia Mendonça, o mais importante é não esquecer do filtro solar, que deve ser reaplicado a cada três horas. “O fator de proteção precisa ser, no mínimo, 30 - o que já protege em torno de 93%”, opina, destacando que as áreas mais expostas, como o rosto, o couro cabeludo, os pés e o tronco, precisam de cuidado redobrado. “Nesses casos vale lançar mão de roupas especiais, chapéus de abas largas e viseiras”, complementa.

A especialista lembra que alguns grupos, como pessoas que possuem sardas, vitiligo e acne em estado avançado, precisam tomar cuidado, da mesma forma que as pessoas que sofrem com dermatites, rosáceas e psoríase. “Como no verão a pele fica mais sensível e, por vezes, mais oleosa, vale também utilizar sabonetes específicos, hidratantes com texturas mais leves e protetores solares com fatores maiores”, orienta. No mais, vale dar um tempo na água quente e no uso das buchas, investir em águas termais e tônicos faciais e fazer do protetor labial um melhor amigo.

Beleza que vem de dentro

O clima do verão deve impactar também o prato, onde precisam reinar alimentos mais saudáveis, leves e frescos. A afirmação é da nutróloga Heloise Medeiros, acostumada a lidar com pacientes que acabam saindo da linha durante as férias. “Neste período fica mais fácil, e cômodo, optar por produtos industrializados e é aí que mora o perigo. Ao substituir, por exemplo, a ingestão de peixes, como sardinha, atum e salmão, responsáveis pela prevenção do envelhecimento precoce, por um hambúrguer, a pessoa perde a chance de ter uma refeição completa e deliciosa.”

Na dieta de verão o destaque também vai para o tomate, que reduz a oleosidade da pele, tem função anticaspa e diminui o ressecamento das unhas. A cenoura garante aporte de vitamina A e contribui para um bronzeado ainda mais bonito. O abacate diminui as olheiras e fortalece os cabelos. “Pensando em estimular o colágeno, devemos incluir também a abóbora. E de olho na ação antioxidante, as frutas vermelhas”, ensina.

Cabelos

Segundo o cabeleireiro Christian Angley, o cuidado com os fios no verão começa pela escolha do shampoo e do condicionador. “O ideal é usar produtos específicos para o seu tipo de cabelo. O mesmo vale para a máscara capilar e os óleos, que devem respeitar a textura das madeixas e sempre conter proteção UVA, UVB e UVC. Usar essa misturinha três vezes por semana ajuda na hidratação dos fios, evitando que eles fiquem fragilizados: ressecados, opacos e sem brilho”, garante ele, destacando que no caso de cabelos claros, grisalhos e brancos, os cuidados precisam ser redobrados.

Outra dica valiosa é aplicar filtro solar também nas madeixas. “Hoje no mercado já encontramos cremes de pentear, óleos e leave-ins com proteção UVA e UVB, o que evita a oxidação da cor, popularmente chamado de desbotamento”, explica. Os produtos, que devem ser carregados na bolsa, também protegem as madeixas do ressecamento, por isso podem ser reaplicados, no mínimo, três vezes ao dia, “penteando os fios com os dedos”, ensina. Quem não gosta de cremes e óleos, pode optar pelo silicone, solúvel ou não solúvel, que retém a umidade e diminui o frizz.

Unhas power (e lindas)

A insistência de dermatologistas em relação ao uso do filtro solar fez com que a presença do produto na rotina, e nas necéssaires femininas, se tornasse mais comum. O que muita gente esquece, porém, é que além da pele as unhas precisam de proteção e hidratação constantes

O que se torna ainda mais importante no verão. Segundo especialistas, quatro dicas básicas ajudam a manter as unhas saudáveis na estação mais quente do ano:

Hidrate sempre unhas e cutículas, usando cremes, séruns ou óleos

Invista em esmaltes nutritivos e fortalecedores, que ajudam a manter as unhas fortes e saudáveis durante toda a estação

Aplique protetor solar nas mãos, mas não esqueça de retirar os resíduos do produto, que pode causar manchas e descamação do esmalte

Evite, ao máximo, usar sapatos fechados - pés úmidos são um prato cheio para proliferação de fungos

Remova o esmalte, pelo menos, um dia antes de fazer as unhas novamente, assim elas poderão respirar, o que, além de evitar o aparecimento de manchas, vai impedir que elas fiquem ressecadas e quebradiças

No verão, tenha sempre em mãos

Escova de cabelo (com cerdas maleáveis, para evitar a quebra dos fios)

Shampoo e condicionador sem enxague

Protetor térmico, para quem não abre mão do secador

Chapéu, boné ou viseira

Filtro solar com proteção de, no mínimo, grau 30

Hidratante labial com protetor solar

Creme para mãos, pés e cotovelos

Frutas de fácil consumo, como banana e mexerica