A micropigmentação fio a fio é indicada para quem deseja reparar as falhas, mas também para quem quer realçar o design da sobrancelha sem perder a naturalidade. “É uma técnica semipermanente, não invasiva, já que vai apenas até a primeira camada da pele, e pode resultar em uma sobrancelha extremamente natural”, explica Rafa Lauretto, especialista no procedimento queridinho do momento.

Se você já fez o procedimento ou está pensando em recorrer a ele, confira essas quatro dicas da expert:

1 – Pesquise a melhor técnica

Existem maneiras diferentes de se fazer uma sobrancelha fio a fio. Uma das técnicas mais recomendadas é a manual, mas isso pode variar de pessoa para pessoa. "Eu realizo o trabalho manual, pois me ajuda a ter mais precisão e a deixar os fios o mais natural possível. Além disso, nessa técnica, os melhores materiais e produtos, como agulhas e tintas, também são indispensáveis para um resultado satisfatório", explica Rafa Lauretto.

2 – Escolha um profissional capacitado

Um profissional capacitado é fundamental. Ainda mais quando o que se deseja mudar está localizado em seu cartão de visitas: o rosto. É importante pesquisar referências do profissional para garantir um atendimento de qualidade e com o resultado esperado, principalmente quem vai fazer o procedimento pela primeira vez.

3 – Cuide das sobrancelhas

Durante os sete primeiros dias após a realização do procedimento é necessário ter um cuidado extra. A especialista explica que o uso de uma pomada cicatrizante é muito importante para que não haja atrito na pele e nem a formação de casquinhas, garantindo, assim, que o pigmento fixe na pele. Além disso, ela recomenda que a cliente evite o sol, banho de mar, piscina ou sauna durante esses dias.

4 – Retoque

Após um mês da realização da primeira sessão, é indicado fazer um retoque. Isso porque, no caso de pessoas com pele oleosa, por exemplo, a oleosidade pode expandir o pigmento, trazendo um resultado não natural. "O retoque é importante, pois é o momento em que o profissional vai saber como a pele reagiu, como foi a cicatrização ou até mesmo se será necessário o uso de uma outra técnica", finaliza Rafa.