O saber do jornalismo é fruto de meu doutoramento, orientado pelo renomado filósofo e professor José Ternes, que foi luz no meu processo de formação, oportunizando que eu pudesse olhar objeto de estudo – o saber do jornalismo -  pelo prisma filosófico de autores consagrados como Michel Foucault, Gaston Bachelard, Gilles Deleuze, Martin Hidegger, entre outros, que me permitiram rejuvenescer o meu saber sobre o pensar e o fazer jornalísticos.

Essa obra tem como proposta  pensar o objeto saber jornalístico partindo da questão-problema: o que é o saber do jornalismo? Objetivando-se analisar a constituição do saber jornalístico pela via metodológica do arquivo ou arqueologia – para verificar os possíveis discursos que constituíram o campo jornalístico desde o seu nascimento até hoje – também da genealogia, na perspectiva de que o campo jornalístico constitui o seu saber e vice-versa. Por meio de um estudo bibliográfico das áreas filosófica e da comunicação/jornalismo, foi possível pensar o saber jornalístico à luz da episteme moderna, constituído pelos discursos histórico, tecnológico, acadêmico e do campo profissional.

Assim, essa obra abrange três capítulos. O primeiro analisa a constituição do saber jornalístico elencando algumas condições essenciais para o surgimento e desenvolvimento do jornalismo no mundo; também, discute a relação campo-poder-saber.

Baseando-se na história das ideias, o segundo capítulo apresenta a constituição do campo jornalístico – desde a comunicação oral aos webjornais – e dos cursos de graduação em Jornalismo no Brasil – da implantação do primeiro curso, passando pelos currículos mínimos às Diretrizes Nacionais Curriculares aprovadas em 2013. O terceiro capítulo discute a influência da técnica/tecnologia na constituição do saber jornalístico, além da construção das teorias da comunicação e do jornalismo. Por fim, acena-se para a possibilidade de uma formação outra em jornalismo.

Adquira a obra em:  https://amzn.to/2TDYY2s

A autora:

Tatiana Carilly é jornalista, pedagoga, mestre em comunicação social e doutora em Educação. Atuando há mais de 20 anos no campo jornalístico e em cursos de graduação e pós-graduação de Jornalismo, a autora apresenta nessa obra sua busca pela resposta à seguinte questão: O que é o saber do jornalismo? No percurso para respondê-la, debruçou-se sobre autores da filosofia e da comunicação e trilhou um caminho que ressaltou a importância de compreender como se configura o jornalismo na atualidade e incentivar novas possibilidades de se pensar e fazer jornalismo pautado na busca da democracia e no incremento do exercício da cidadania. Nessa aventura do pensamento sobre o jornalismo, Carilly convida aos leitores a um olhar crítico sobre o jornalismo e aos que o produzem e ensinam uma ação de rejuvenescimento sobre esse saber e campo.

Se interessou por este assunto? Conheça o curso de Jornalismo (Híbrido) da UniAraguaia, aulas práticas presenciais 3 vezes por semana (também transmitidas ao vivo) e  Plataforma Digital com ferramentas Google.

Acesse uniaraguaia.edu.br/graduacao-hibrida/ e saiba mais