“Que seu remédio seja seu alimento, e que seu alimento seja seu remédio” é uma das frases mais famosas dentro da nutrição, dita por Hipócrates há mais de 2.400 anos e que ainda hoje faz tanto sentido e sucesso. Mas, como um alimento pode servir de remédio para nosso corpo? É verdade que existem grupos de alimentos com essa capacidade?

A resposta é sim, existem alimentos específicos que, além de nutrirem o corpo, também oferecem benefícios à saúde. Esse grupo de alimentos, denominados de alimentos funcionais, possuem componentes bioativos em sua composição, que são capazes de promover a saúde de quem os consome, prevenindo e reduzindo riscos para algumas doenças.

Alguns exemplos de alimentos funcionais são: frutas vermelhas (cereja, uva, amora, framboesa), chá verde, oleaginosas, abacate, peixes, soja e outros. Dentre esses alimentos, o grupo das frutas vermelhas possuem componentes da família dos flavonoides, como catequinas e resveratrol, que são ótimos antioxidantes, capazes de prevenir certos tipos de câncer, reduzir o colesterol e estimular o sistema imune.

Já o grupo das oleaginosas e alguns tipos de peixes, possuem ácidos graxos essenciais, como ômega 3, 6 e 9, que estimulam o sistema imunológico, tem ação anti-inflamatória e reduzem o risco de doenças cardiovasculares. Entretanto, para se obter tais benefícios, o ideal é que se tenha uma dieta balanceada com tais alimentos, que o consumo seja feito de forma regular, dentro de uma rotina saudável e equilibrada.

Se interessou por este assunto?
Conheça os cursos da UniAraguaia nessa área.
Acesse: linktr.ee/uniaraguaia e fale com um consultor.


Profa. Ma. Bruna Melo Miranda
Graduada em Engenharia de Alimentos pela Universidade Federal de Goiás
Especialização em Docência do Ensino Superior
Mestre em Ciência e Tecnologia de Alimentos pela Universidade Federal de Goiás
Doutoranda em Ciência e Tecnologia de Alimentos pela Universidade Federal de Goiás