Com capacidade para iluminar 4.256 casas (o equivalente a uma cidade de 10 mil habitantes) e preservar na natureza 48 mil árvores adultas, a usina fotovoltaica (energia solar, 100% limpa) do Grupo Di Roma conta com uma potência de 5,6 Milhões de Wp responsáveis por garantir energia limpa e sustentável para o grupo que é referência em pioneirismo no Turismo.

O Grupo Di Roma, cuja a proprietária é a empresária Magda Mofatto Hon, é a idealizadora do projeto, que já nasce como o simbólico título da “maior usina fotovoltaica do estado de Goiás do segmento”.

O empreendimento é a nona em dimensão em todo território brasileiro e o maior localizado em perímetro urbano em todo o País.

O complexo de placas solares já está pronto e luzindo, com se vê nas fotos ao lado e nos vídeos. Tudo já está pronto para a inauguração, que acontece no próximo sábado, 29 de agosto, em Caldas Novas, à partir das 09 horas, com presença confirmada do Presidente Jair Messias Bolsonaro, do Ministro das Minas e Energia, Almirante Bento Albuquerque e do Governador do estado de Goiás Ronaldo Caiado.

 

Pioneirismo

A usina fotovoltaica será pioneira no abastecimento sustentável de energia solar para o maior grupo de Turismo de Goiás. O excedente elétrico (que era anteriormente usado no Di Roma na rede tradicional) será ofertado à cidade de Caldas Novas, proporcionado que novas empresas se instalem na maior estância hidrotermal do mundo.

Além dos benefícios sociais, econômicos, a usina fotovoltaica propicia preservação do meio-ambiente.  Em números absolutos, a energia limpa abundante da luz solar proporciona por ano a economia total de 603 toneladas de CO2, um dos gases mais poluentes emitidos no processo tradicional de emissão de energia elétrica.

 

Sustentabilidade traduzida em números grandiosos

Magda Mofatto Hon, presidente do Grupo Di Roma, foi a visionária que direcionou a empresa para o pioneirismo sustentável. Foi execução dela que propiciou ao complexo investir na construção de 16.578 de módulos fotovoltaicos e um espaço físico de 75.000m².

Com o feito, o Grupo Di Roma passa a ser o primeiro complexo turístico de larga escala a ter sua própria produção de energia limpa e renovável.

“O Grupo Di Roma sempre foi pioneiro em todo o Centro-Oeste do País e uma referência para o Turismo nacional. Primeira piscina de ondas, primeiro parque aquático e agora a primeira usina fotovoltaica. É um pioneirismo que respeita o meio ambiente e sempre alia inovação e sustentabilidade”, disse a empresária Magda Mofatto Hon.

 

Benefícios ambientais da maior usina fotovoltaica do Brasil em perímetro urbano

• Preservação de 48 mil árvores adultas e redução de poluentes produzidos em 3,4 milhões de km rodados por um automóvel em um ano.

• Geração de energia equivalente ao consumo de 4.265 casas.

(Considerando consumo médio padrão de 157 kWh)

• Economia total de CO2: 603 toneladas em um ano

• Capacidade: 5,6 Milhões de Wp

• Quantidade de módulos fotovoltaicos : 16.578

• Espaço físico utilizado na usina: 75.000 m²

 

“O Grupo Di Roma sempre foi pioneiro em todo o Centro-Oeste do País e uma referência para o Turismo nacional. Primeira piscina de ondas, primeiro parque aquático e agora a primeira usina fotovoltaica. É um pioneirismo que respeita o meio ambiente e sempre alia inovação e sustentabilidade”

Magda Mofatto Hon
Presidente do Grupo Di Roma


Site: www.diroma.com.br

Insta: @GrupodiRoma

Face: Grupo diRoma

Youtube: diroma hotéis

Pinterest: Grupo diRoma

Twitter: @grupo_diroma