Com o intuito de ampliar a produção de mudas para recuperação de nascentes, a Agência Municipal de Meio Ambiente de Senador Canedo, AMMA, em parceria com o Ministério Público do Estado de Goiás, está em fase final da obra do novo Viveiro Municipal de Senador Canedo.

Veja aqui outras informações sobre Senador Canedo

A região escolhida para a construção fica próxima ao Ribeirão Bonsucesso, importante manancial do município. O local tem capacidade para produzir simultaneamente 12 mil mudas, conta com a estrutura necessária para os cultivos, área administrativa para atendimento da população, salas técnicas, depósito de insumos e galpão para preparo das plantas.

O início do projeto surgiu à dificuldade encontrada no antigo viveiro. “Nós tínhamos um pequeno canteiro em uma área cedida dentro do Aterro Sanitário, porém não oferecia a estrutura necessária, principalmente a água, atualmente necessitamos de caminhões pipa para irrigar as mudas. O local escolhido para a construção foi principalmente pela proximidade com o Ribeirão”, afirma Murilo Pestana, engenheiro e assessor técnico da AMMA.

canedo

As mudas produzidas também atenderão as demandas da Prefeitura. Serão usadas principalmente para recuperar áreas municipais degradadas. “Será possível fazer reflorestamento, melhorar e áreas deterioradas e até mesmo arborização urbana”, complementa o engenheiro responsável.

Importância ambiental

Além do cultivo das mudas, a AMMA também deseja recompor a mata ciliar da região do Ribeirão Bonsucesso, para proteger os recursos hídricos. Outra iniciativa será a produção de um pomar na área, para auxiliar na coleta de sementes para o viveiro. A obra também será destinada nos projetos de educação ambiental elaborados pela agência, que trabalha principalmente com os estudantes das escolas de Senador Canedo, em trabalhos de plantio e conscientização sobre o meio ambiente.

canedo

O principal objetivo do viveiro é a produção de mudas, para serem cedidas, com o intuito de reflorestamento e recuperação das nascentes. Atualmente, a distribuição para a população é feita mediante cadastro na administração da Agência Municipal de Meio Ambiente. A inauguração da obra está prevista para a primeira quinzena de março.