O retorno das atividades nas escolas particulares de Goiânia foi marcado por novas medidas preventivas e distanciamento social. Os espaços foram adaptados para atender orientações de distanciamento social entre alunos, professores e colaboradores e várias medidas de desinfecção foram adotadas para prevenir o contágio da Covid-19.

No Colégio Marista de Goiânia, por exemplo, a infraestrutura foi adequada para atender às demandas da nova realidade seguindo os critérios especificados no protocolo de segurança desenvolvido pelos Colégios Maristas e chancelado pelo Hospital Marcelino Champagnat (Certificado JCI) e pela Escola de Medicina da PUCPR. O documento contempla também nova organização educacional com modelo concomitante de Ensino, chamado Ensino Híbrido, que mescla aulas presenciais e on-line, e atende às necessidades de segurança para retorno às atividades escolares.

Medidas de prevenção
Entre as ações indicadas pelo protocolo estão: instalação de dispensadores de álcool em gel e tapetes sanitizantes nas entradas, uma equipe dedicada para realizar a desinfecção de mochilas e lancheiras e aferição de temperatura; manter a distância mínima de um metro e meio entre as carteiras escolares; desinfetar espaços de uso comum (corrimões, maçanetas, etc.); aumentar o fluxo de ar e ventilação nos ambientes fechados; aumentar a frequência da limpeza dos sanitários e reduzir o número de pessoas nos banheiros; cancelar eventos que gerem aglomerações, entre outras.

No espaço físico da escola, foi implantada sinalização para garantir o distanciamento social e as biqueiras dos bebedouros foram interditadas para que somente garrafas possam ser abastecidas. Também foram determinadas entradas e saídas específicas para cada segmento, para diluir o fluxo de alunos, assim como a mudança nos horários das atividades presenciais para desconcentrar o fluxo de alunos na entrada, nos intervalos e na saída da escola.

Todas as medidas foram implantadas levando em consideração as necessidades das famílias e as sugestões de pais da área de saúde, que foram previamente consultados pelo colégio e puderam contribuir para construção desse protocolo. “Procuramos ouvir a opinião de todos, buscando as melhores soluções para os diferentes momentos pelos quais temos passado. Nosso foco é oferecer uma melhor solução educacional para oferecer um ambiente saudável e acolhedor aos alunos, professores e colaboradores”, afirma a diretora do Colégio Marista de Goiânia, Darlei Dario Padilha.

Ensino on-line
Mesmo com o retorno presencial, o ensino on-line continua para atender os alunos que preferem continuar com as aulas em casa. As aulas híbridas permitem que os estudantes que optarem por permanecer com as atividades remotas tenham acesso ao mesmo conteúdo dos alunos que estiverem presencialmente nas aulas. A equipe de coordenadores e professores participou de treinamentos com profissionais que são referência no tema para garantir a qualidade acadêmica. “Procuramos atender tanto o aspecto da saúde e de bem-estar como a qualidade e força acadêmica da escola. É importante que os alunos consigam aprender e evoluir mesmo com as mudanças que vem ocorrendo. Para isso estamos atentos às inovações tecnológicas e às opiniões das famílias”, revela Darlei.