Pensando nos mínimos detalhes para garantir a segurança dos pacientes e colaboradores, o CRD – Medicina Diagnóstica criou um protocolo diferenciado de atendimento neste tempo de enfrentamento à pandemia.

Logo na entrada da clínica, é feita a triagem dos pacientes com aferição de temperatura, higienização das mãos e entrega de máscaras que são obrigatórias. Em casos de pacientes com suspeitas de Covid-19, há um protocolo específico e eles são encaminhados para uma sala reservada.

Seguindo as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), as cadeiras da recepção estão espaçadas e em todo o ambiente é possível encontrar álcool em gel para higienização das mãos. Ainda na recepção, há um acrílico que fica entre o paciente e o atendente, evitando, assim, qualquer tipo de contato, sempre buscando a maior proteção possível.

A limpeza da recepção, consultórios, salas de exames e outros ambientes da clínica foi intensificada.

 

DRIVE THRU

Para tornar o atendimento ainda mais seguro, fácil e rápido, o CRD – Medicina Diagnóstica criou o sistema Drive Thru para entrega de exames. Assim, o paciente não precisa entrar na clínica e nem mesmo sair do seu carro para ter acesso aos resultados. Um colaborar treinado recebe o pedido ou documentação do paciente, imprime o exame no Drive Thru que é no próprio estacionamento do CRD, e o entrega ao paciente, sem o mesmo ter que entrar na clínica.

 

SAÚDE

Neste momento de dúvidas, muitos pacientes estão com medo de sair de casa e ir, principalmente, aos locais de atenção à saúde. Mas é preciso cuidado, alerta o neurorradiologista Ricardo Daher, CEO do CRD – Medicina Diagnóstica. “Às vezes, o receio de sair de casa é tão grande que o paciente posterga ou ignora sintomas graves como alterações cardíacas”, salienta.

Pesquisas norte-americanas apontam o aumento considerável do número de mortes por infarto neste período. “Isso não pode acontecer. Precisamos manter os cuidados com a nossa saúde. Se o paciente sentir qualquer sintoma, deve procurar sim ajuda médica”, afirma Ricardo Daher.

Ele aconselha que todos continuem tomando cuidados com sua saúde, principalmente aqueles que já possuem comorbidades, como pacientes com problemas cardíacos ou oncológicos, que não podem parar seus tratamentos. “As clínicas estão procurando oferecer ambientes seguros, que propiciem atendimentos de qualidade, com alta proteção. E o CRD – Medicina Diagnóstica busca sempre oferecer além disso, humanização em todos os atendimentos que faz”, assegura o médico.